Sebastian concedeu entrevista ao Entertainment Tonight e falou um pouco sobre seus próximos projetos, The Bronze e Capitão América: Guerra Civil. Confira:

Civil War está se aproximando, e temos muitos personagens novos; temos o Pantera Negra, Homem Formiga, Homem Aranha, Feiticeira Escarlate, com quem você não tinha contracenado ainda… quem você estava mais animado pra que estrasse na mistura?

Stan: É impossível não surtar perto de Robert Downey Jr. Só estar perto dele, e ainda lutar com ele, foi defitinivamente incrível.

Tipo, você luta com ele!

Stan: Pois é! Eu sei! Foi incrível! É maravilhoso o jeito como todos nós nos damos bem, não há momentos ruins com ninguém.

Você não fica tipo, afastando o Paul Rudd?

Stan: Não! Eu não conseguia me manter sério com Paul Rudd. Ele… eu sou um granda fã dele, mas ele é também tão engraçado, inteligente, e sempre estava me fazendo rir.

Anthony Russo deu uma entrevista para a Empire, ele disse que o filme terá um fim muito dramático e controverso. Você concorda?

Stan: Sim. Acho que definitivamente vai ser uma experiência épica para as pessoas, estou muito ansioso para ouvir e ver em qual lado as pessoas estão, porque fica meio desolador, eu acho.

Sobre o personagem em The Bronze, eu estava pensando, será que ele tem algum conceito secreto para o personagem, ou ele se sentiu meio que em um território estranho?

Stan: Não, quero dizer… a coisa é que, eu conhecia esse tipo de cara, eu ia pra escola com esse tipo de pessoa do personagem.

Não era você.

Stan: Não era eu. Não. Mas eu tive que lidar com pessoas assim na vida, então foi uma combinação de pessoas que conheci.

Sebastian falou em entrevista ao USA Today sobre “Capitão América: Guerra Civil”, explicando um pouco sobre a cena de luta de Steve e Bucky contra Tony Stark que vemos no final do primeiro trailer do filme. Confira:

O próprio título de “Capitão América: Guerra Civil” nos situa para a noção de amigos vs. amigos, mas é extraordinário quando o TeamCap batalha com o Team Iron Man no novo filme. Alianças mudam, sentimentos ruins são nutridos, você tem momentos incríveis como aquele no trailer de Civil War em que Steve Rogers, aka Cap, e o Soldado Invernal, aka o amigo de infância de Steve, Bucky Barnes, lutam com o Homem de Ferro.

Dois contra um pode não ser junto, mas é com certeza divertido de assistir — e proveitoso de interpretar, diz Stan: “É um daqueles dias em que o equivalente seria aquela cena em Apollo 13 onde os astronautas voltam e sobreviveram a volta para a Terra e você corta para o mission control e todo mundo fica tipo ‘Yeah!'”

Ele admite que a cena, que teve que ser feita em apenas uma tomada com coreografia e movimentos de luta e ainda um monte de divisão de escudo, levou apenas 15 repetições para dar certo. Além disso, tiveram vezes que Evans e Stan estavam na cena sem o Homem de Ferro ali, só para o caso de necessidade de efeitos CGI serem adicionados depois. “Daí você está lutando apenas com o ar, o que é ainda mais difícil”.

Stan está ansioso para os fãs verem Steve e Bucky  — ou como a Internet gosta de chamá-los, #Stucky  — lutando lado a lado com o adicional de camadas emocionais de ter que derrotar o outro amigo de Cap, dos Vingadores. “É assim que eu olharia para isso: São três pessoas, em uma canoa no meio do oceano; a canoa está afundando, mas podem impedir isso se tiver uma pessoa a menos ali. Então quem tem que ir? É inevitável nesse ponto, porque o sangue sempre vencerá no final, e Steve e Bucky são realmente como irmãos de sangue.”

Fonte

The Bronze, uma comédia sobre Hope, ginasta olímpica acabada, que não consegue superar os seus dias de glória, é interpretada pela estrela de The Big Bang Theory – Melissa Rauch. Enquanto isso, Sebastan Stan interpreta seu ginasta rival, Lance.

Aqui vai uma coisa que você precisa saber sobre o filme exibido no festival de Sundance que ganhará estreia em março: Os personagens de Rauch e Stan tiveram…

“A CENA DE SEXO GINASTA MAIS LOUCA E ÉPICA QUE EXISTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!” 

Pelo menos, foi assim que a mais importante cena de amor foi descritada no script, disse Rauch, que escreveu o filme com seu marido – em Hollywood, durante a estreia do filme nessa segunda.

Isso explicaria porque a cena super engraçada contêm giros, espacates e bananeiras. Então, como essa sequência se formou? Rauch explica:

“Nós meio que miramos no que aqueles movimentos de ginástica seriam. Foi a coisa mais perto de um pornô que que eu escrevi na minha vida inteira. E tivemos uma treinadora fenomenal, Kristina Baskett, que fez todos os movimentos de ginástica, inclusive os “sexo-násticas”.

Outro elemento importante na sequência: Rauch e Sebastian Stan tiveram artistas do Cirque du Soleil como dublês, mas “Sebastian fez muitas de suas cenas que precisariam de dublê,”, disse Rauch.

Então perguntamos a Stan: Quais cenas eram dele mesmo?

“Eu diria que tem alguns pumps de cabeça pra baixo acontecendo ali que foram todos eu,” ele admite.

Fonte

Sebastian Stan e Chris Evans concederam entrevista ao Collider, onde responderam várias perguntas sobre o novo filme da Marvel, “Capitão América: Guerra Civil”. Confira:

Chris, houve algum questionamento seu quando estavam adicionando todos esses membros do elenco, tipo, “isso ainda é CAPITÃO AMÉRICA: Guerra Civil, certo?”

CHRIS EVANS: Não. Aceito toda a ajuda que eu puder ter.

Estávamos falando com Markus e McFeeley mais cedo, obviamente têm muitos personagens nesse filme, eles ainda explorarão o personagem Capitão América?

EVANS: Você olha para o elenco, e pergunta como eles espalharão a história, mas eles ainda fazem um ótimo trabalho explorando a história de Cap. Deixamos muito em The Winter Soldier. Ainda há muito a ser resolvido entre Cap e Bucky. E eu acho que o conflito entre mim e Downey, se dando para onde a Marvel vai no próximo filme dos Vingadores, tem muitos caminhos a serem seguidos. Mas ainda acho que o Capitão é a âncora.

Você acha que o tom segue o mesmo de Winter Soldier?

EVANS: Completamente. São os Russos. Não importa o que tivesse no roteiro, eles teriam feito um bom trabalho. Ao invés de fazer filmes de super herois com elementos reais, eles fazem filme reais com elementos de super herois. Eles mantêm tudo em um ambiente muito realístico.

O quão central é a relação entre seus personagens na história?

EVANS: Veja, é aqui que entramos em águas perigosas. É central. Qualquer outra pessoa que passou pelo que Steve está passando, eu acho que teria muito mais… eles provavelmente sangrariam mais nas pessoas. Cap é um cara tão altruísta, ele engole tudo isso, o que é uma pena porque tem muita carne boa no osso que ele pode mastigar. Nesse filme vamos explorar a luta interna um pouco mais. Novamente, eu não posso dizer muito, mas essa é uma grande relação. É um grande pedaço de sua história, de sua luta, não só alguém que ele pode se conectar em um nível de amizade, mas só a culpa que ele deve sentir. “Eu te deixei ir. Me desculpe”. Aquele elemento de culpa do sobrevivente. Tem muito a ser explorado. E eles exploram. Não posso ir muito longe em questão de o quão relevante esse plot é, no entanto.

Sebastian, os escritores mencionaram que a jornada de Bucky como alguém que tem que enfrentar o fato de ter passado 70 anos fazendo o mal. Pode falar um pouco sobre a jornada de seu personagem no filme e como se opõe a do Cap de apenas estar congelado?

SEBASTIAN STAN: Acho que seria similar ao que Cap enfrentou. O lugar em que encontramos o personagem é realmente onde ele está na cena pós-créditos de Winter Soldier. Então é aí que o filme se inicia. É mesmo uma grande luta, descobrir sobre o quê sua vida era e o que ele realmente fazia. É aí que vejo a semelhança entre eles. Eles são homens fora de seu tempo, lutando para se acostumar na nova vida, e como eles fazem isso.

Pode falar um pouco mais sobre onde ele está quando o vemos? Ele é um solitário meio que só vagando por aí?

EVANS: Arriscado.

SEBASTIAN STAN: Posso dizer isso. Qualquer noção que você teve sobre aquela cena pós-créditos no museu e obviamente olhando para si mesmo, qualquer ideia que você teve naquela cena, continue pensando nisso e siga seus pensamentos a partir daí.

 

Onde Cap está quando o vemos nesse filme?

EVANS: Ele está a procura de Bucky. Essa é a coisa sobre esses filmes. Você vai fazer Os Vingadores, tem que deixar seu próprio plot de lado por um segundo e depois temos que recomeçar onde interrompemos. Um grande pedaço disso é a procura por Bucky. Mas ao mesmo tempo, nós deixamos Os Vingadores: Era de Ultron com um novo time de Vingadores. Então eles ainda estão tentando introduzir os novos membros. E acho que não tem segredo que o que acontece é que tem um mundo ao redor deles que espera um pouco mais de responsabilidade pelos seus atos. Os Vingadores tem operado independentemente de qualquer restrição do governo, então acho que isso deixa muita gente nervosa. Eu não acho que estou dando spoilers quando digo que o que acontece é certos governos esperando mudanças.

STAN: É por isso que é meio legal, porque faz paralelo com muitas coisas que estamos lidando agora. Pensando em todas essas coisas recentes do governo poder olhar seu telefone, ver para quem você está ligando ou mandando mensagem.

EVANS: Não olhem meu telefone. Carreira destruída.

STAN: É muito relevante. É aí que os Russos foram ótimos, porque o filme será relevante com coisas que estão acontecendo hoje, que você lê nas notícias diárias.

Como os outros Vingadores se sentem, junto com Tony, sobre seu desejo de ajudar Bucky a se redimir depois de estar envolvido com a Hydra como essa organização tirana?

EVANS: Ah, cara. Tem um jeito de responder essa pergunta. Não quero continuar dizendo que não posso responder. Tem algum jeito de fazer isso. Eu posso fazer isso! Não, eu não posso falar isso. Vai ser um processo de eliminação. Essa é difícil. Eles se simpatizam, definitivamente. Cap não faz nada além de se entregar totalmente ao grupo, então acho que eles entendem o valor do quanto importa pra ele acharem Bucky. E especialmente depois de Renner ter sofrido lavagem cerebral também, Scarlett ter sido levada a caminhos errados, acho que todos tivemos nossa cota de termos sidos aproveitados, então não acho que eles o culpam totalmente por algumas de suas ações.

Quando conhecemos o Soldado Invernal, ele era todo equipado e era forte. Ele tem muitas cenas boas de ação nesse filme?

STAN: Sim.

Em CATWS, tiveram dicas que Bucky pode estar envolvido com a morte de Tony Stark, isso é algo que pode causar atrito entre você e Tony?

STAN: Sinto que está na cara se você leu os quadrinhos. Bucky está em uma situação em que sua cabeça não está muito estável ou saudável. Ele pode facilmente seguir dois caminhos.

99% de seu screentime em CATWS, Bucky enão lembrava de nada. Então é a primeira vez que veremos esse personagem com seus próprios pensamentos. Você teve uma atuação diferente? Tem mais de James Buchanan agora que não há lavagem cerebra?

STAN: Estou me prendendo ao que sabemos dos quadrinhos. Acho que será uma mistura de coisas diferentes. Ele não vai voltar a ser o cara que costumava ser. Não tem como isso acontecer. Ele definitivamente, provavelmente está afetado pro resto da vida. É meio que aprender como viver e quem você é agora. Aprender como domar essa besta selvagem é uma parte de você a esse ponto. 

É um elenco muito grande. Tem alguém em particular que você estava ansioso pra trabalhar junto, ou um personagem que você esperava interagir?

STAN: Visão. Eu tenho um ponto fraco no Visão. Não vi ele no set ainda. Tenho que dizer, Paul Rudd também foi muito difícil pra mim de trabalhar.

EVANS: Você acabou de se encrencar.

STAN: Ah, não sei. Pode ser apenas eu passando direto pela mesa de trabalho. 

EVANS: Eu agora gosto muito de minhas cenas com Scarlett Johansson. Alguma coisa sobre aquele relacionamento, porque eu não acho que leva a nada romântico. É um lugar onde nós dois só precisamos de alguém. Ela foi meio que uma solitária por muito tempo e evitava amizades por fins profissinais. E eu não tinha amigos porque estava congelado. Mas em Cap2 tiveram opostos que se atrairam, encontramos uma amizade, é agora como uma relação de irmão e irmã. Tem cenas boas nesse filme.

Você sente que esse filme encerra uma trilogia dos filmes do Cap?

EVANS: Provavelmente não. Só tomando pelo que acontece nos filmes Os Vingadores. Você não pode realmente colocar um selo naquilo e mergulhar naquilo que eles planejam mergulhar.

STAN: Fico feliz que você saiba o que está acontecendo ali. Deveríamos conversar um pouco mais.

Anthony Mackie diz que leu apenas algumas páginas do script quando esteve no último filme dos Vingadores. Você conseguiu o script completo para esse filme?

EVANS: Sim. Não digo isso pra soar mal. Mas acho que foi só Mackie.

Com todos os novos personagens, Cap está tentando construir algo maior com esses caras como Homem-Formiga, Pantera Negra ou talvez até Bucky?

EVANS: Não, acho que muito do que acontece em relação aos novos personagens são criados na necessidade desse filme, o que é sempre interessante pra mim. Eu acho que ao contrário, Cap está procurando, especialmente no fim de Cap2, pelo seu lugar no mundo. O que “o lar”? Como você disse, ele sempre esteve em conflito. Mesmo que ele lide bem com o conflito, não acho que ele queira estar conflitado. E ele está lutando com seu propósito, e nesse filme as coisas acontecem e ele é forçado a mergulhar nisso de novo e se forçar a navegar com um novo grupo de pessoas e liderar elas, querendo ele ou não.

 

Adicionamos mais de 20 fotos de Sebastian na premiere do filme ‘The Bronze’ que aconteceu ontem, 7 de março, no SilverScreen Theater em West Hollywood, Califórnia.

008.jpg 012.jpg 016.jpg 019.jpg 003.jpg

APARIÇÕES & EVENTOS | APPEARANCES & EVENTS > 2016 > 07.03 LOS ANGELES PREMIERE OF ‘THE BRONZE’

Em entrevista ao USA Today, os atores de Capitão América: Guerra Civil explicam os motivos de seus personagens terem tomado o lado de Steve Rogers na guerra. Confira:

Vingadores são forçados a escolher o caminho a seguir, e Sam Wilson (Anthony Mackie), que ficou amigo de Cap como o voador Falcão em Soldado Invernal, fica do lado de seu homem, diz Mackie. “Ele respeita e admira Cap porque ele mereceu seu posto, não ficou só sentado em um escritório apenas ditando ordens.”

Homem-Formiga (Paul Rudd) e Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) também se juntam ao time de Rogers, mas não foi o idealismo que motivou o arqueiro, diz Renner. “Cap foi o primeiro que ligou. Vamos concluir logo esse trabalho para eu poder voltar para a minha família.”

Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) também está no jogo, ainda de luto pela morte de seu irmão na batalha contra Ultron e aprendendo habilidades mágicas que a transformam em uma das Vingadoras mais poderosas. Ela está “descobrindo seu lugar e encontrando uma família,” diz Olsen, mas “ela tem algumas mudanças no ponto de vista durante o filme.”

O último membro do TeamCap é o mais intrigante: Soldado Invernal (Sebastian Stan), o amigo mais antigo do Capitão, Bucky Barnes, e também um assassino que sofreu lavagem cerebral, e agora um homem procurado.

“Cap é sua única chance de sobrevivência,” Stan diz, adicionando que os novos colegas de time de Bucky ainda não estão completamente convencidos com ele. “Não é como se todos dessem toques de mão antes de ir pra guerra. Ainda tem muita tensão.”

Evans adiciona: “Ninguém está errado aqui. Ninguém está promovendo o mal. Apenas temos diferentes maneiras de sermos os mocinhos e isso pode ser perigoso.”

Fonte

Também foi liberado um novo pôster, que já está disponível em HQ na galeria.

001.jpg 001.jpg 001.jpg 001.jpg

INICIO > FILMES | MOVIES > CAPITÃO AMÉRICA: GUERRA CIVIL || CAPTAIN AMERICA: CIVIL WAR (2016) > POSTERS